Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LATIM PARA AMADORES

Este é um caderno de notas, de apontamentos — vamos aprender latim. É um curso para amadores — amadores no sentido etimológico do termo: "amador" é "aquele que ama", aquele que ama a língua latina e quer aprendê-la.

LATIM PARA AMADORES

Este é um caderno de notas, de apontamentos — vamos aprender latim. É um curso para amadores — amadores no sentido etimológico do termo: "amador" é "aquele que ama", aquele que ama a língua latina e quer aprendê-la.

11ª lição — documentum decimum primum

Provérbios e sentenças:

  1. Scientia potentia est
  2. Fortuna caeca est.
  3. Fama uolat.
  4. Historia magistra uitae [est].
  5. Bestia bestiam nouit.
  6. Barba non facit philosophum.
  7. Amicus certus in re incerta cernitur.
  8. Natura uincit naturam, et dii deos.

 

Analisando as frases:

  A. Frases 1, 2 e 3 — frases simples; todas as palavras estão no nominativo

      Frase 1 e 2 — constituídas por sujeito e predicativo do sujeito

      Frase 3 — sujeito + verbo intransitivo

  B. Frase 4: ainda com verbo copulativo, que pode estar subentendido; o predicativo do sujeito vem acompanhado de um complemento determinativo —   uitae — que corresponde ao genitivo

  C. Frase 5 — sujeito (bestia) + verbo transitivo acompanhado do seu complemento directo (bestiam); os mesmos constituintes na frase 6

  D. Frase 7 — sujeito, constituído por nome + adjectivo (amicus certus) + verbo numa forma passiva + complemento preposicional  — preposição a reger ablativo (in re incerta)

  E. Frase 8 — constituída por duas orações, na segunda subentende-se o mesmo verbo da primeira — natura uincit naturam  + dii [uincunt] deos ; em ambas temos: sujeito + predicado (verbo transitivo + complemento directo)

 

Tradução:

  1. O conhecimento é poder.
  2. A fortuna (sorte) é cega.
  3. A fama voa.
  4. A história é mestra da vida.
  5. O animal conhece o animal.
  6. A barba não faz o filósofo.
  7. O amigo certo conhece-se no momento incerto.
  8. A natureza vence a natureza, os deuses [vencem] os deuses.

 

Recapitulando e sintetizando alguns CASOS:

  

Do latim ao português:

—    O acusativo é chamado o caso etimológico — é do acusativo que deriva a maior parte das palavras portuguesas — do acusativo do singular, com a queda do  - m final

—    Comparando estes dois nomes, vemos que o acusativo do plural nos lembra a formação do plural em português, acrescentando um – s

 

Como fortuna, temos:

-       aqua: água

-       dea : deusa

-       discipula: discípula, aluna

-       domina: senhora

-       familia: família

-       magistra: mestra, professora

-       natura: natureza

-       puella: menina, rapariga

-       scientia: ciência, conhecimento

-       uita: vida

etc.

 

Como philosophus temos:

-       deus: deus

-       discipulus: aluno

-       dominus : senhor

-       filius: filho

-       Lusitanus: lusitano, português

-       Romanus: romano

etc.

2 comentários

Comentar post