Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LATIM PARA AMADORES

Este é um caderno de notas, de apontamentos — vamos aprender latim. É um curso para amadores — amadores no sentido etimológico do termo: "amador" é "aquele que ama", aquele que ama a língua latina e quer aprendê-la.

LATIM PARA AMADORES

Este é um caderno de notas, de apontamentos — vamos aprender latim. É um curso para amadores — amadores no sentido etimológico do termo: "amador" é "aquele que ama", aquele que ama a língua latina e quer aprendê-la.

12ª lição — documentum decimum secundum

Sistematizando 

Gramática latina

 

Flexão nominal

Os casos e as suas funções:

NOMINATIVO — sujeito

VOCATIVO — vocativo

GENITIVO — complemento determinativo

ACUSATIVO  — complemento directo

DATIVO — complemento indirecto

ABLATIVO — complementos circunstanciais (alguns)

 

1. Os nomes que apareceram nas lições anteriores, masculinos e femininos, integram-se em duas declinações — a 1ª e a 2ª, tema em – a e tema em – o

2. O tema encontra-se no genitivo do plural, retirando a terminação do caso. Assim:

2.1. Genitivo do plural: discipulorumretirando a terminação de genitivo – rum, fica-nos discipulo-  — dizemos, então, que a palavra é de tema em –o

2.2. Genitivo do plural: uitarumretirando a terminação de genitivo – rum, fica-nos uita-  — dizemos, então, que a palavra é de tema em –a

 

3. Declinar é dizer todos os casos de uma palavra.

4. Na primeira declinação agrupam-se as palavras de tema em – a

5. Na segunda declinação agrupam-se as palavras de tema em - o

 

Enunciamos um nome dizendo o nominativo e o genitivo do singular (como se apresenta no dicionário) e assim ficamos a saber a que declinação ele pertence.

Exemplo:

1ª declinação — tem o genitivo do singular em – ae :

uita, uitae : vida

femina, feminae: mulher

aqua, aquae : água

puella, puellae : menina, rapariga

aduena, aduenae : estrangeiro

 

ou indicando o genitivo apenas pela terminação:

 

discipula, ae : aluna

magistra, ae : professora

silua, ae : floresta

domina, ae : senhora

dea, ae : deusa

nauta, ae : marinheiro

 

 

—    Como se pode ver, nem todas as formas apresentam a vogal temática – a, porque houve evolução fonética ao juntar a desinência do caso ao tema.  

        Por isso se sublinham as terminações

—    O vocativo é, em geral, igual ao nominativo

—    A fixar especialmente: a desinência do acusativo do singular é o  - m ; do acusativo do plural é – s

—    Há casos diferentes com a mesma terminação, por isso é só no contexto, pela análise da frase, que podemos distinguir e saber em que caso a palavra se encontra

 

Exercícios de aplicação

A. Analisar e traduzir:

1. Nauta scapham habet (tem).                 [ scapha : barco ]

2. In ora scapha pulchra est.

3. Nauta scapham pulchram habet.

4. Nauta in pulchra scapha nauigat.

B. Preencher os espaços com a forma correcta:

1. Roma ........................... patria est.  [ pulchra,  saeuam, amoenae ]

2. Aduenae multas ..................... uident.[ uia , statuas, deae] ;

3. In ora nautae.............................  . [ est, nauigat , dormiunt ]

4. Nautae lupam in ................... uident. [ uiae, siluas, oram, silua ]

6 comentários

Comentar post